terça-feira, 13 de janeiro de 2009

• Pergunta Idiota, tolerância zero!


Quem aqui não se lembra daquele quadro do Zorra Total que tinha a seguinte frase: " Pergunta idiota, tolerância zero " ? Esse quadro era um dos bons que o programa ainda tinha! Não lembro quem era o ator, mas era um quadro bastante divertido e com várias dicas do que não dizer para uma pessoa grossa/mal humorada.
Pois bem, estava pelo orkut lendo alguns perfis - quando não tenho o que fazer, ou jogo The Sims ou leio o que o povo acha de si! Achei umas perguntas que não se devem fazer, muitas fazer parte do nosso cotidiano, então, cuidado com os grossos de plantão!
Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na sua cama, com a luz apagada e te perguntam:
- Você tá dormindo?
- Não, tô treinando pra morrer!
Quando a gente leva um aparelho eletrônico para a manutenção e o técnico pergunta:
- Tá com defeito?
- Não é que ele estava cansado de ficar em casa e eu o trouxe para passear.
Quando está chovendo e percebem que você vai encarar a chuva, perguntam:
- Vai sair nessa chuva?
- Não, vou sair na próxima.
Quando você acaba de levantar, aí vem um idiota (sempre) e pergunta:
- Acordou?
- Não. Sou sonâmbulo!
Seu amigo liga para sua casa e pergunta:
- Onde você está?
- No pólo norte! Um furacão levou a minha casa pra lá!
Você acaba de tomar banho e alguém pergunta:
- Você tomou banho?
- Não, fiz apenas um tour no vaso sanitário!
Você ta na frente do elevador da garagem do seu prédio e chega um que pergunta:
- Vai subir?
- Não, não, tô esperando meu apartamento descer pra me pegar.
O homem chega à casa da namorada com um enorme buque de flores. Até que ela diz:
- Flores?
- Não! São cenouras.
Você está em um estádio de futebol e o jogo está prestes a começar, aí chega um amigo seu e pergunta:
- Veio ver o jogo?
- Não, vim varrer o estádio!
OBS: Não sei muito o que a foto tem a ver com o post. Mas adorei tanto a cara de embecil desse etêzinho! Haha
P.S.: Amores, sei que não postei nem ontem nem domingo, mas não foi por crueldade. Domingo passei o dia inteiro fora de casa com uma amiga minha. Sem noção, foi o dia quase inteirinho. Acordei tarde e passei o dia fora de casa. Quando parei na frente do pc, já era meia noite e minha cama estava cantando uma canção de ninar pra mim. Já ontem, fui comprar o material da escola e umas coisinhas pra minha cachorrinha - vide próximo post - então nem tive muito tempo pra fazer muita coisa por aqui! Não me xinguem, nem me joguem na fogueira do castigo, hehe...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

" Liberdade é pouco! O que eu quero ainda não tem nome "
Clarice Lispector